Blog5.png

A reciprocidade, 109 anos depois

Eliel Silva, Coordenador Pedagógico do CIC-Machado, aborda um pouco da trajetória da instituição nestes 109 anos de história


“Tua história fui procurar, com muito afã!

Mergulhei no passado teu e encontrei.

Hoje em versos eu vou cantar

tudo aquilo que um dia aconteceu:

Sete irmãs, jovens freiras (vêm de além mar),

na maior humildade (cheias de fé),

foram as grandes pioneiras na construção dessa cidade ...”

Hino do CicMachado


Não é novidade que a história do Colégio Imaculada Conceição e, com ela, da Congregação Concepcionista no Brasil, se mistura com a história de Machado. Em 1912, chegava no Brasil, em Machado, uma semente que cairia em terra boa, cresceria, multiplicaria, espalharia raízes e sementes por todo o Brasil e, com isso, ajudaria a pequenina cidade hospedeira do início do séc. XX a se projetar na região. Aquele lugarejo, que contava apenas com trinta e poucos anos de existência emancipada, também não tinha ideia do quanto se projetaria na agricultura, na indústria e em tantos outros aspectos da vida social.


Santa Carmen Sallés nos diz em um dos seus pensamentos, que os colégios devem ser vistos como jardins. Aproveitando a Visita Pastoral de nossa Superiora Provincial, Ir. Terezinha Duarte, convidamo-la para um passeio por nossa escola (jardim) e, através dele, a colher frutos produzidos em nossa cidade (produzidos pelas famílias de nossos alunos), como forma de agradecimento ao que foi feito há 109 anos, com a chegada de sete jovens freiras a esse rincão do Sul de Minas Gerais. Desde então, a cidade vem prosperando e, em muitas situações, podemos ver a semente lançada por Carmen Sallés brotando e frutificando, quando oferecemos à sociedade empresários, colaboradores, cidadãos que se dedicam a um trabalho em prol do desenvolvimento de nossa cidade, na construção da sociedade machadense, que também se espalha pelo mundo.


Oferecemos um pouco do que produzimos, como forma de agradecimento e gratidão pelo sonho de Santa Carmen que era estar além da Espanha. Como gratidão e agradecimento a Deus, por Ele ter plantado no coração da Congregação Concepcionista a possibilidade desse sonho ser fecundado, cultivado e frutificado nas “terras da Sacra Família e de Santo Antônio do Machado”. A cesta, já repleta da colheita com doces, cafés, guloseimas como bolachas, bolo, pães, legumes em conserva, material para escritório como agenda, caderno... pôde ser levada pela Superiora Provincial, em outra alusão ao pensamento de nossa fundadora: “Encher-se... mas repartir”. Os dons de Machado foram oferecidos à Congregação, para que todas as irmãs, as residentes em Passos, em Mococa, em Brasília, em São Paulo, no Rio de Janeiro, na Espanha ou em qualquer outro lugar do mundo, pudessem receber um pouquinho de nós.


Assim, Machado se fez recíproco. Há 109 anos, sete jovens religiosas pisavam nessas terras. Não sabiam que, hoje, estaríamos falando delas como falamos: com amor e gratidão.



Visita Pastoral da Ir. Terezinha ao CIC-Machado neste ano de 2021


Eliel Silva

Coordenador Pedagógico dos Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio

Colégio Imaculada Conceição

Machado - MG


1 comentário
Blog4.png
Blog3.png